Vitor Alves Teixeira e For Gun campeões do GP Clássico no 30ª Indoor SHP (Luis Ruas)

Vitor Alves Teixeira julga a ETAPA 2

19/03/2021

Vitor faz parte da história do hipismo no Brasil, com Olimpíadas, Pan-americanos, Mundiais, veja, tudo no plural, bem como títulos nacionais e internacionais, atleta e instrutor. Discreto e um excelente profissional, Vitor é um ícone do nosso esporte.

Um pouco de história:

Quem não tem muita intimidade com o hipismo nunca deve ter ouvido falar de um cavalo chamado Zurkis. Mas é só chegar perto de alguém que conhece um pouco a história do esporte e mencionar o nome para que um sorriso apareça nos lábios.

Não é para menos. O cavalo que ficou famoso ao ser montado por Vitor Alves Teixeira conseguiu títulos que poucos animais conquistaram no Brasil. Com um detalhe surpreendente: nascido no Brasil, ele tinha apenas 1,53m de altura.

O tamanho é surpreendente por dois aspectos. Normalmente, Zurkis competia com rivais bem maiores. Baloubet du Rouet, campeão olímpico com Rodrigo Pessoa em Atenas-2004 e tricampeão mundial, por exemplo, tem 1,70m. Além disso, Zurkis encarava com naturalidades obstáculos de 1,50m, quase seu tamanho total, levando um cavaleiro nas costas.

“Foi o cavalo que mais marcou a minha carreira. Na minha opinião, é o melhor cavalo que já foi criado no Brasil”, fala Vitor Alves Teixeira, que montou Zurkis em duas medalhas de Jogos Pan-Americanos (ouro por equipes e bronze no individual em Havana-1991) e nos Jogos Equestres de 1992, em que terminou em 12º lugar.

Veja mais nesse artigo da UOL, clique aqui…

 

Mais sobre Vitor Alves

 
  • Nascimento: 22/01/58
  • Natural: Belo Horizonte, MG
  • Time de futebol: Atlético Mineiro
  • Onde monta: Clube Hípico de Santo Amaro
  • Filme: Ghost
  • Ídolo: Ayrton Senna
  • Cavalo: Zurkis

Recorde:

  • 2,25 m – 2001

Participante das Olimpíadas de:

  • Los Angeles – Estados Unidos da América – 84
  • Seul – Coréia – 88
  • Barcelona – Espanha – 92

Participante dos Pan-americanos:

  • Caracas – Venezuela – 83
  • Indianápolis – Estados Unidos da América – 87
  • Havana – Cuba – 91 – Medalha de Ouro por Equipe – Medalha de Bronze Individual
  • Mar D’el Plata – Argentina – 95 – Medalha de Ouro por Equipe
  • Winnipeg – Canadá – 99 – Medalha de Ouro por Equipe – Medalha de Bronze Individual

Participante dos Mundiais:

  • Dublin – Irlanda – 82
  • Estocolmo – Suécia – 90 – 12° lugar individual

Ganhador dos Grandes Prêmios Internacionais de:

  • Wiesbadem – Alemanha 
  • Thum – Suiça
  • Hamburgo – Alemanha
  • Luxemburgo – Luxemburgo
  • Buenos Aires – Argentina
  • Royan – França
  • Eindohoven – Holanda
  • Caracas – Venezuela

Ganhador dos Grandes Prêmios Internacionais realizados no Brasil:

  • Rio de Janeiro – RJ
  • Belo Horizonte – MG
  • São Paulo – SP
  • Porto Alegre – RS
  • Foz do Iguaçu – PR
  • Barbacena – MG
  • Juiz de Fora – MG
  • 9 vezes Campeão Brasileiro
  • 5 vezes Vice – Campeão Brasileiro
  • Bi – Campeão Sul-Americano por equipe
  • 3 vezes medalha de Ouro por equipe em Jogos Pan-Americanos 91,95e 99
  • 2 vezes medalha de Bronze individual em Jogos Pan-Americanos 91 e 99
  • 7 vezes vencedor da Liga Sul-Americana para Copa do Mundo
  • Mais de 10 vezes vencedor do Ranking da CBH





 

Fonte: HipismoBR